Pulsos libertos

by - terça-feira, janeiro 16, 2018


E agora, finalmente depois de tanto desespero, vejo essas supostas cordas caírem no chão, aliviando meus pulsos. Soltando-me de amarras, com nós que só eu sei dar, como minhas mãos estão cansadas dessa prisão solitária. Cá estou eu, livre para ir e ainda continuar numa boa com você, mas não junto com você. Isso não mais.
E olha que brisa gostosa, meus pulsos estão doloridos e machucados, tanto sofrimento por uma toxidade que eu mesma deixei entrar. E ele não é uma péssima pessoa, só não é para ficarmos mais que amigos. Você me confunde, me cega e me faz ficar perdida. Quando vou reparar, estou em um caminho no qual eu jurei não vir. Bem, já estou de saída, voltando para a minha casa e ficar lá por um tempo, até o dia amanhecer.
Mas assim, obrigada pelo seu retorno aqui, você é uma pessoa maravilhosa que contribuiu para o meu crescimento e aprendizado. Me fez perceber como tudo tem começo, meio e fim, fecho a porta novamente a você. Se um dia, os dois estiverem realmente preparados, a casa estará aberta e preparada para te receber. Para cada volta, um ensinamento diferente. Ei, por favor, seja feliz. Seja luz!

The Secret Girl

Olá, amorecos, espero que gostem do texto dessa semana, compartilhe em suas redes, siga o blog e procure no insta e no twitter: @tsecretgirl. Xoxo 💗


You May Also Like

4 comentários

  1. "Para cada volta, um ensinamento diferente"

    Lindo! Lindo! Gostei muito do texto <3
    Café, Vodka e Literatura

    ResponderExcluir
  2. Amei demais o texto, parabéns! Beijos
    www.achatadebatom.com

    ResponderExcluir
  3. Amei o texto adorei o seu blogue

    https://coisasdecrespasoficial.blogspot.com/2018/01/contominhahistoria-1.html

    ResponderExcluir