Doce Novembro

by - quarta-feira, novembro 29, 2017


OBS: PARA UMA LEITURA MAIS EMOCIONANTE, RECOMENDO LER OUVINDO A MÚSICA! ♥

Essa é só mais uma noite chuvosa, na qual eu me questiono, mais uma vez, sobre você, sobre nós, sobre mim.
A noite está tão linda, mesmo com o céu tão cinza; olho janela afora e me perguntou: "será que esse é o meu fim?". Talvez sim, talvez não. Se sim, eu não ligo para o destino, pois sei que já me reservou algo, ou talvez me esqueceu?
Esses meus olhos estão tão cansados de marejar, e toda essa água salgada que escorre em meu rosto não vai me curar, muito menos consolar.
Você é o motivo de tudo isso, de todo esse infortúnio. Chegou, causou e vazou. Fez o que fez e me deixou. Lembranças me rondam, palavras me assombram, pessoas me esquecem. Você me esqueceu. Mas tudo bem. Esquecer e ser esquecido faz parte dessa peça que é chamada vida.
Novembro, querido Novembro, você me iludiu e meu coração partiu. Por que me decepcionou assim?
O tempo, e bons momentos, escorreram pelos vãos dos meus finos dedos. Olho pras minhas mãos e meus olhos continuam a marejar. Realmente, Novembro, é o fim!
Um doce novembro que foge de mim, assina o passado enquanto eu sinto o fim.


Inspiração vinda do grupo: Projeto Escrita Criativa

You May Also Like

0 comentários