Resenha: Hades – Alexandra Adornetto

by - quinta-feira, julho 20, 2017


Olá, pessoas, como estão? Hoje venho com o segundo volume da trilogia Halo, o primeiro já tem resenha no blog, caso não tenha ainda lido, clique aqui. É melhor ler, pois não irá entender muita coisa aqui.

“[...] - .... As emoções humanas são uma força irracional. [...]”

Em Hades, Alexandra me encantou mais, não diria que é nota máxima, mas a forma como ela trabalhou foi diferente. Com a capa, se presumi que é um anjo na garupa de um motoqueiro seguindo para um lugar avermelhado, o Inferno. Já dei um spoiler aqui, você precisa ler agora haha.
Aquele rapaz que eu mencionei na primeira resenha, que iria entrar um personagem que poderia confundir a cabeça de Bethany em relação a ela e Xavier? Então, esse é o Jake Thorn. Sombrio e misterioso, em Hades ele fará muita coisa, sendo que até me entristeceu um pouco. No primeiro, ele era aquele famoso bad boy e de repente nesse, em algumas partes se tornou muito docinho, mas nada que tenha me desanimado.
Bem, Bethany foi salva e Jake mandado de volta para sua casa, podendo ela e Xavier, o casal mais apaixonado, viver todo o seu amor. Toda cidade que estava polvorosa se acalmou, sendo Ivy e Gabriel tranquilizando a população e trazendo fé novamente.


O casal volta para escola, a qual está toda animada para a chegada do Halloween, onde os estudantes estão organizando uma festa numa casa afastada da cidade. Amigas de Bethany e Molly combinam que querem fazer contato com os espíritos, com aquele famoso tabuleiro de Ouija na festa. A partir daqui eu não posso falar mais coisa sem dar spoiler, mas é nesse momento em diante que muita coisa vai fazer, ocasionando a ida de Bethany para o Inferno (ou Hades, as duas maneiras estão certas).
Alexandra consegue nos mostrar o que acontece por lá, trazendo um grande conhecimento de como as coisas funcionam e toda uma hierarquia. Em comparação a Halo, Hades foi bem melhor, focando na história e o lugar ao redor, podendo conhecer bastante sobre o Inferno e sobre o Céu.

“[...] – Se você acha que me ama, então não sabe o que é amor – disse Gabriel. – O amor precisa ser retribuído para ser real. [...]”  

Editora Agir realizou um trabalho bem feito, com uma ótima diagramação, oferecendo uma leitura agradável, um erro aqui e outro ali, mas nada ilegível. Esse segundo volume não passa de 350 páginas, não é cansativo e muito menos entediante, nisso Alexandra está de parabéns.
Se aconselho a você continuar a trilogia? Com toda certeza! Algumas coisas eu não gostei, mas o livro não é horrível. Comparando com o anterior, ele é bem melhor. Agora, me preparando para Heaven e como será finalizando, já ouvi que esse é melhor dos três. Estou cruzando os dedos!

“[...] – Não fique tão preocupado. Quando somos jovens, tudo parece cem vezes pior do que de fato é. [...]”

Espero que tenham gostado de mais uma resenha, deixem nos comentários o que achou e compartilhe em suas redes sociais! Xoxo 💗

The Secret Girl 

You May Also Like

0 comentários