Precisamos falar sobre Os Treze Porquês

by - terça-feira, abril 04, 2017


Hey, amores! Tudo bem com vocês? Comigo está tudo ótimo ♥ 

Acho que por esses dias todo mundo percebeu que estava rolando no Twitter a hashtag #NaoSejaUmPorque, ou vendo alguém compartilhando momentos da série Os Treze Porquês pelas redes sociais. 


Para quem não sabe, a série original da Netflix foi baseada no livro Os Treze Porquês de Jay Asher - mais um pra wishlist literária (vou falir com tanto livro que quero comprar) - que foi lançado há nove anos, e conta a história de Hannah Baker, pelo olhar da própria, contando também com Clay como co-narrador; ela era uma garota jovem demais para morrer, que cometeu suicídio, ou melhor, foi morrendo aos poucos com cada comentário e atitude das pessoas à sua volta. 

A original da Netflix contém uma temporada com 13 episódios, fazendo jus ao nome do próprio livro, e fazendo meu TOC mais feliz, haha. Selena Gomez arrasou na produção!



Antes de morrer, Hannah gravou algumas fitas com os porquês de sua morte, e Clay Jensen, um dos seus colegas de classe que recebe a caixa de sapato com as fitas, era um dos porquês. Cada porquê é uma pessoa com uma estória contada na fita. Com o passar da estória, percebemos que Hannah sofreu com todo tipo de coisa: comentários maldosos, assédio moral e sexual,  automutilação, atitudes chateantes de "amigos" e outros. 

Quando eu assisti a série, juro para vocês, eu queria entrar na tela do computador e ajudá-la, conversar com ela, porque é triste você ver uma pessoa passando por uma situação como essa. E como já sofri bullying, sei muito bem como ela se sentia. É um sentimento muito triste.

Queria deixar claro que não é legal romantizar coisas como suicídio, automutilação e coisas do tipo. Sério, não é legal, e também vi muita gente levando a série como um assunto "idiota".

Acho que a série, de uma certa forma, nos faz pensar melhor sobre nossas atitudes, o que falar, como agir com as pessoas no nosso dia-a-dia. Fico feliz que a a Netflix tenha trabalhado nessa série, porque esses tipos de assunto precisam ser abordados normalmente, mas infelizmente muita gente ainda enfrenta isso como um tabu. Talvez, para pessoas que enfrentem a mesma situação que Hannah, não seja uma das melhores opções assistir a série, uma vez que achei um pouco pesada, porque é pura dose de realidade.

Não seja um porquê! Observe bem seus amigos (não só eles, até pessoas ao seu redor ), trate-os bem, converse sobre o assunto, se for preciso (sempre é). Só não deixe isso pra lá, dizendo que é frescura, que está querendo chamar atenção alheia ou que a pessoa é louca. Todos nós temos problemas, e não cabe a nós julgar ninguém pelos seus problemas - sejam eles psicológicos ou não. 

Se você se sente exatamente com a Hannah, procure ajuda. Sério, confia em mim, vai dar tudo certo. Fale com um amigo, seus pais/responsáveis, vá à uma psicóloga, desabafe. Eu sei que pode parecer fácil pra Isa só falar isso, mas eu sei o quanto algumas coisas doem/machucam, mas sempre vai ter alguém querendo te ajudar, e querendo seu bem. Quer conversar comigo sobre isso? Me manda um e-mail no isalima70@gmail.com ou thesecretgirl09@gmail.com e desabafe, que estarei lá. Também tenho um projeto para promover amor próprio e elevar a autoesima das pessoas no Twitter, que é o @vceunico. Saibam que eu e minha equipe estamos disponíveis para conversar com todos vocês!


Bom, espero que tenham gostado desse post. E que ele ajude vocês. Comentem! A sua opinião é sempre super importante ♥♥




Beijos, Isabelle

You May Also Like

2 comentários

  1. Estou querendo ler o livro já faz uns séculos, por já saber que o livro aborda sobre o assunto.
    Vi algumas pessoas reclamando sobre só estarem tocando nesse assunto agora, por causa do ápice da série. De certo modo, eu entendo. Devemos trabalhar e falar mais sobre problemas psicológicos, entender o que realmente está acontecendo e não apenas tratar como um assunto qualquer.
    Fico feliz que a cada dia mais pessoas se preocupam com esse tema, fico feliz que a Netflix tenha feito mais um trabalho incrível. Ainda não pude parar e assistir, sou do tipo que prefiro ler o livro e depois assistir a série/o filme. Mas, não vamos deixar de tentar fazer a nossa parte. Nem a Isa e nem eu!
    Adorei seu texto, como sempre adoro, e para quem quiser conversar e bater um papo sobre isso, ou sobre qualquer outra coisa, podem me contatar também: thesecretgirl09@gmail.com, ficarei muito feliz em poder tentar ajudar! Xoxo <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também acho que o assunto deveria mesmo ter sido mais comentado bem antes disso. Mas, pelo menos, tá sendo comentado, e espero que ajude.
      Obrigada por sempre apoiar em várias coisas, TSG. Estamos juntas nessa aí, e vamos ajudar a galerinha! :D

      Amo você ♥

      Excluir